18 de janeiro de 2015

Resenha: O Hobbit - J.R.R. Tolkien (+ Comentários sobre os Filmes)


 Provavelmente vocês conheçam esse livro por causa dos filmes que começaram a sair nos cinemas em 2012 e terminaram em 2014, ou simplesmente por ser um livro do Tolkien, que é o criador da Terra Média e das histórias que se passam nesse mundo, como por exemplo, "O Senhor dos Anéis".

 Não fazia tanto tempo que eu tinha assistido pela primeira vez os filmes do "O Senhor dos Anéis" e eu tinha gostado muito da história, então quando descobri que ia sair o filme do "O Hobbit" eu tive que ver. Eu lembro que assim que saí do cinema eu fui comprar o livro, paguei muito caro, mas eu decidi que ia ler de qualquer jeito, então comprei mesmo assim.

 Agora vamos falar um pouquinho sobre a história desse livro.


 Tudo começa quando Bilbo Bolseiro, o protagonista, é chamado para uma aventura, mas ele é um Hobbit, e se isso já não bastasse, ele também é um Bolseiro, ou seja, ele é totalmente contra aventuras! Mas esse livro conta-nos a história de como um Bolseiro entra numa aventura e se vê fazendo coisas totalmente inesperadas.

 Mas vamos retroceder um pouco pra ver como tudo começou.

 Num belo dia, Bilbo está em seu quintal fumando um cachimbo e de repente um dos melhores personagens que existe na literatura aparece, e sim eu estou falando do grande e poderoso mago Gandalf, e acaba que sem querer Bilbo convida ele para tomar um chá e quando chega o dia marcado, 13 convidados um pouco peculiares aparecem, e são eles Bofur, Bifur, Bombur, Balin, Ori, Nori, Dori, Oin, Kili e Fili, Dwalin, Gloin, e por fim, o líder dessa companhia de anões, Thorin Escudo de Carvalho. E Bilbo fica sem entender nada até que Gandalf explica tudo pra ele.

 Esses anões estão prestes a partir em uma aventura para reconquistar o seu antigo lar que foi tomado há muito tempo atrás por um terrível dragão, mais conhecido como Smaug, e eles precisam de um ladrão e é ai que o Bilbo entra.

 Mas como disse antes, Bilbo é totalmente contra aventuras, principalmente por seguir os princípios de seu pai que era um Bolseiro. Porém sua mãe era filha de Tûk, e alguns membros do clã Tûk saíam em busca de aventuras, então esse seu lado corajoso acorda e ele acaba embarcando em uma viagem envolvendo dragões, orcs e até mesmo um anel mágico.


 O meu gênero literário preferido atualmente é fantasia, então isso já é um dos motivos do porque eu amar esse livro, que é cheio de criaturas fantásticas e cenários incríveis.

 Eu amei a escrita do Tolkien. Ele escreve de uma maneira bem detalhada, o que incomoda algumas pessoas, mas já eu amo isso, pois consigo imaginar cada cena de forma que me sinto totalmente dentro da história.

 Ainda não li O Senhor dos Anéis, mas pelo que já ouvi falar é muito mais detalhado do que esse livro, principalmente pelo fato de que "O Hobbit" é um livro escrito para crianças, então é aquele livro que você vai pegar pra ler nas férias e não vai conseguir largar de tão bom que é.

 Agora vamos falar um pouco dos filmes.


 Antes de tudo, queria falar que três filmes de 3 horas pra um livro de 300 páginas é um absurdo, mas já que é assim eu não reclamo porque pelo menos não dá pra reclamar de coisas que eles não colocaram... Só reclamo da Tauriel, porque nem o Tolkien a conhece! 

 Muita gente põe defeitos nos filmes do Hobbit, mas eu amei o primeiro, achei que foi super fiel a parte do livro que ele engloba, que é até a página 112 mais ou menos, então eu gostei pra caramba.

 Já o segundo eu achei mais ou menos, nesse filme conseguimos perceber que o Peter Jackson fez esses filmes de uma maneira que eles se liguem com ''O Senhor dos Anéis", porque como o Tolkien escreveu "O Hobbit" antes, ele nem estava planejando a história, apesar de ter algumas referencia nas entrelinhas ainda sim não é igual no filme, por exemplo, o Sauron não aparece nesse livro, e no filme ele aparece, então os filmes foram feitos, na minha opinião, pra você vê-los e depois assistir "O Senhor dos Anéis", porque aí você já está um pouco preparado para o que vem a seguir.

 Uma cena que eu achei totalmente irrelevante de "A desolação de Smaug" foi o encontro do dragão com os anões, porque no livro não tem isso, ele só encontra o Bilbo, e no filme ele encontra todo mundo e tem aquela perseguição, eu não to dizendo que foi uma cena ruim, foi incrível, só não precisava!

 Mas eu não tenho só cosias ruins para falar desse filme. Eu simplesmente amei como eles fizeram o Smaug e também o Bard, porque os dois ficaram exatamente como eu imaginava, eu gosto muito do Bard no livro e apesar dele ter pouco destaque achei que o ator o interpretou bem.

 O terceiro filme pra mim foi fantástico, achei que ficou fiel ao livro na medida do possível e saí chorando do cinema igual uma descontrolada haha!

Uma última coisa que queria falar é que sou apaixonada pela trilha sonora dos filmes, mas especificamente a do primeiro (link aqui).

 O Hobbit é um livro que vai te levar pra um lugar mágico, onde coisas fantásticas acontecem e que você nunca mais irá querer voltar.

Na falta de um Smaug serve esse Bebê Dragão de "Como Treinar o seu Dragão 2" ?! hahaha
Resenha em vídeo em breve


Autor: J.R.R. Tolkien
Páginas: 320 
Gênero: Fantasia 
Estrelas: ★★★★★