15 de dezembro de 2014

Resenha: Estilhaça-me - Tahereh Mafi


 Depois de mais de  um mês sem resenha (me desculpem por isso, mas eu estava muito ocupada durante novembro, prometo que irei recompensar agora que estou de férias) eu voltei para falar do primeiro livro da trilogia Shatter Me da escritora Tahereh Mafi.

 Em Estilhaça-me nós temos como protagonista a Juliette e o toque dela é letal, literalmente, porque quando ela toca uma pessoal ela suga a vida dessa pessoa.

 O livro começa com ela isolada do mundo a 264 dias, e quem a prendeu foi o Restabelecimento, que é quem está agora no comando do mundo, apesar de ficar bem confuso o cenário distópico em que a história se passa nesse primeiro livro, o que eu entendi é que o mundo estava se destruindo aos poucos, os animais começaram a morrer e as pessoas começaram à passar fome e tudo esta uma bagunça, então o restabelecimento prometeu que iria consertar tudo e aí eles tomaram o controle.O que sobrou do mundo foi dividido em 3.333 setores, cada um com seu representante. A Juliette não sabe como o mundo está lá fora, pois ela foi aprisionada apenas 4 meses depois deles tomarem o controle.


  Então ela está presa lá sozinha, porém do nada ela ganha um "colega de cela", que se chama Adam e depois disso algumas coisas começam a mudar, ela acaba indo pra um lugar onde é quase que obrigada a usar esse dom dela pra torturar pessoas, e quem está no comando e ''pedindo'' pra ela fazer isso é o Warner, que é  um psicopata loucamente perfeito, sério gente ele é maravilhoso, ele é o representante do setor da Juliette e quer usá-la como arma , mas ela resiste a isso e daí eu não vou contar mais nada porque foi assim que eu entrei no livro, sem saber de praticamente nada e acho que isso deixou a leitura mais interessante, então agora eu vou falar o que eu gostei e o que eu não gostei nessa história.


 A coisa que eu mais gostei nesse livro é a escrita da Tahereh,  ela escreve de uma forma que você não quer parar de ler, eu li esse livro em um dia e eu resolvi reler pra fazer resenha e também reli em um dia. A escrita dela é super poética, mesmo que as vezes soe um pouco forçado, é incrível. E outra coisa bacana é que tem alguns frases que são riscadas (como na foto acima) e é uma coisa única, que eu nunca tinha visto em nenhum outro livro!

 Vai acabar tendo um romance entre o Adam e a Juliette e essa foi a única coisa do livro que eu não gostei, porque no começo eu tinha ficado apaixonada pelo Adam, mas aí quando o casal estava junto ficava muito chato, mesmo que o romance seja de tirar o fôlego, eles são muito corretos e bonzinhos e perfeitinhos e isso me incomodou, e a Juliette parece que fica mais fraca quando está come ele. Mas talvez eu não goste tanto do Adam porque eu amo o Warner, como eu disse antes, ele é louco, mas ele e a Juliette tem tanta química, e a personalidade dele é maravilhosa <3 


 Meu personagem preferido foi o Kenji, ele só aparece depois da página 100, eu não vou dar spoilers, só dizer que ele apareceu na hora certa, porque foi em uma parte em que o Adam e a Juliette estavam sozinhos, e tava chato pra caramba, mas o Kenji é tudo de bom, ele tem uma personalidade incrível, ele é engraçado e a história dele é foda, então ele foi a melhor pessoa aqui. 


 Como é o primeiro de uma trilogia, esse livro deixa muitas perguntas, e eu quero muito ler a continuação e assim que eu ler eu venho fazer resenha aqui.

 Eu também queria falar dessa capa, porque a jacket é linda, mas a capa em si é horrível, e obrigado Novo Conceito por lançarem essa jacket, porque essa capa é muito feia, não tem nada a ver com a história, essa não é a Juliette na minha imaginação e esse vestido é muito terrível e eu odeio essa capa! Mas a jacket é espetacular :)


 Booktalk sobre a Trilogia:

Autor: Tahereh Mafi
Skoob 
Páginas: 304
Editora: Novo Conceito 
Gênero: Ficção norte-americana
Estrelas: ★★★★★