27 de janeiro de 2014

Resenha : Os espiões

Autor: Luis Fernando Verissimo
Editora: Objetiva
Ano: 2009
Páginas: 142
Gênero:Ficção Brasileira
Nota:   ★★★
Skoob


 Luis Fernando Veríssimo constrói, neste livro, uma alegoria híbrida de mitologia, humor e mistério. Ainda se curando da ressaca do final de semana, na manhã de uma terça-feira, o funcionário de uma pequena editora recebe um envelope branco, endereçado com letras de mãos trêmulas. Dentro, as primeiras páginas de um livro de confissões escrito por uma certa Ariadne, que promete contar sua história com um amante secreto e depois se suicidar. Atormentado por sonhos românticos, esse boêmio frustrado com seu casamento, e infeliz no trabalho, decide tomar uma atitude - descobrir quem é Ariadne e, se possível, salvá-la da morte anunciada. Na mitologia grega, ela ajuda Teseu a sair do labirinto. No entanto, o autor cria uma Ariadne ao contrário, que vai enfeitiçando o protagonista e seus amigos de bar, os espiões deste livro.

 Este é o único livro da maratona literária que eu vou fazer resenha.

 A história contada nele é a de um editor de livros, praticamente alcoólatra que de segundas-feiras, quando está de ressaca manda todos os originais que chegam em suas mão para a lixeira. Porém isto muda em uma manhã de quarta-feira, quando ele recebe um envelope branco, que quase é jogado no lixo.Porém algo o atraia e depois de ler a carta pega o original e começa a lê-lo. Uma mulher chamada Ariadne conta uma história de amor com um "amante secreto", não identificado, e no final jura que irá se matar. 


 Em busca de ajudar a moça, o editor vai atrás da protagonista da história com seus amigos de boteco. E estes são os espiões que o titulo se refere.






Adicionar legenda